Vereadores da Calha Norte foram a Brasília em busca de recursos da União

0

José Maria Piteira

Dirigentes da Associação das Câmaras Municipais da sub-região da Calha Norte (Ascanorte) e outros vereadores estiveram no Congresso Nacional em busca de recursos para obras estratégicas para os municípios dessa região do Pará. As visitas aos deputados federais e senadores paraenses aconteceram nos dias 20 e 21 de novembro. Estiveram presentes vereadores de Monte Alegre, Oriximiná, Óbidos, Alenquer, Juruti e Curuá.

Nas conversas com os representantes paraenses em Brasília, demandas importantes, como alocação de recursos do Orçamento da União para a conclusão, asfaltamento e sinalização da rodovia PA-254, assim como a federalização desta rodovia estadual. Ainda em infraestrutura rodoviária, recursos para a construção de pontes em concreto, na rodovia PA-254, sobre os rios Paru, Jauari e Trombetas.

Entre as mais importantes obras para a região, a construção do hospital regional da Calha Norte e a construção do campus da Universidade Federal do Oeste do Pará na margem esquerdado rio Amazonas.

“Fomos esquecidos durante tantos anos pelos governos que as demandas se acumularam. Algumas delas são emergenciais, outras precisam ser concretizadas dentro dos próximos anos. O importante é que saiam do papel e virem obras e serviços essenciais aos moradores dos municípios da Calha Norte”, afirmou a vereadora France Vasconcelos, presidente da Ascanorte.

Os vereadores também solicitaram que a bancada federal paraense lute pela retomada imediata do programa “Luz Para Todos”.

“Há ‘vazios’ nos municípios da Calha Norte aonde a rede de distribuição de energia ainda não chegou. Isso sem falar nas nossas imensas áreas de várzea, onde a energia da hidrelétrica de Tucuruí nunca vai chegar. Então, para estas, a solução parece ser a energia solar”, disse Nivaldo Aquino, presidente da Câmara Municipal de Óbidos e diretor da Ascanorte.

Para o presidente da Câmara Municipal de Alenquer, vereador Luis Alberto Freire, o trabalho está acontecendo na hora certa. “Daqui a mais uns dias, o orçamento da União entrará em discussão no Congresso Nacional. Deixamos nossa pauta com os nossos senadores e deputados. Queremos vê-la contemplada com recursos no próximo ano”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, preencha seu nome auqi